A ZEN | Certificados e Premiações

HOME A ZEN Certificados e Premiações

Lean - Finalista

Prêmio
Lean - Finalista

A ZEN foi selecionada como uma das empresas finalistas da primeira edição nacional do prêmio Kaizen Lean, na categoria "Excelência no Sistema de Melhoria Contínua", promovido pelo Kaizen Institute Brasil, organização com referência mundial na metodologia Lean.

Com o objetivo de compartilhar as melhores práticas e reconhecer organizações que são exemplos de excelência em aprimoramento de processos, o Instituto selecionou a ZEN como uma das empresas que melhor encorajam as lideranças e motivam equipes a buscar constantemente a melhoria contínua.

"Precisávamos implantar o conceito promovendo mudança na cultura. Por isso, houve um processo de desenvolvimento e educação de colaboradores que iniciou com cargos de liderança e se estendeu ao chão de fábrica", explica Daniel Lorenzon dos Santos, analista de Melhoria Contínua. De acordo com ele, o diferencial da ZEN foi justamente implantar um projeto de alinhamento e desdobramento estratégico, e que teve por base a mudança cultural alinhada ao pensamento Lean.

Este processo foi essencial para analisar a estrutura da empresa, determinar os elementos que precisavam ser aprimorados para implantar a Filosofia Lean e estabelecer os devidos planos para sua consolidação.

A ZEN contabiliza nos últimos 3 anos importantes conquistas em seus indicadores de desempenho decorrentes deste sistema de melhoria contínua, como por exemplo: 50% de redução de custos relativos a problemas de qualidade com intensa atuação nos processos produtivos e administrativos, alcance de 95% do Índice de Satisfação de Clientes, aumento de 30% de produtividade.

Segundo Eduardo Bertolini, Diretor Industrial da ZEN, os resultados alcançados com a Filosofia Lean permitiram à ZEN alcançar um novo patamar em temos de competitividade. "Os processos de melhoria continua nos permitem acompanhar as novas demandas do mercado com agilidade e flexibilidade, garantindo uma entrega superior aos clientes e aos acionistas", avalia.

Voltar